Meus Netinhos sabem muito bem o quanto sou ecológica, porque sempre estou falando sobre maneiras de auxiliarmos na preservação da natureza e em técnicas para não agredirmos o meio ambiente. Que tal Eu dar algumas dicas bem legais sobre compostagem de alimentos?

Ah! E se você não tem uma horta ou jardim em casa ou no prédio, pode doar para quem tenha ou até mesmo vender, tornando uma boa fonte de renda! Claro que, primeiro, a Vó aqui precisa ensinar o que é a compostagem e quais as suas vantagens para a nossa vida e nosso planeta. Vamos lá?

A compostagem É quando nós transformamos todo o material orgânico que jogaríamos no lixo (como restos de verduras, legumes e demais alimento orgânicos), em adubo, que pode ser usado na agricultura ou em jardins e plantas. Não é ótimo isso? Como fazer É super simples! Você pode fazer com frutas, verduras, legumes, sementes, borra de café, sobras de alimentos cozidos ou estragados e cascas de ovo.

Percebeu como também é totalmente econômica?

Passo 1 Primeiro, separe um recipiente para colocar o lixo – que pode ser em um baldes ou vasilhas plásticas de grande, médio ou pequeno porte.

Passo 2 Faça um furo no fundo do recipiente, em tamanhos diferentes, para eliminar o líquido, conhecido como chorume, que sairá do lixo. Ele também poderá ser aproveitado para jogar nas plantas, porque tem um efeito fertilizante! Para recolher o líquido, deixe uma bacia embaixo.

Passo 3 Agora, vá colocando o material por camadas, com os diferentes tipos de resíduos. O que vai transformar o lixo em compostagem é a ação dos micro-organismos. Para eles se desenvolverem, é preciso apenas que a gente organize da seguinte forma: uma camada do material orgânico ainda com líquido e três camadas com materiais secos, como papelão, folhas secas, palha de milho ou até mesmo pó de serra. Comece e termine sempre pelo material seco para evitar o mau cheiro. E não se esqueça de nunca tampar o recipiente!

Passo 4 Após montar tudo direitinho em seu recipiente, deixe o material descansar e se decompor. O processo dura cerca de 15 dias em temperatura ambiente. Você não pode retirar, nem mexer no chorume nesse período – só após esse prazo, utilizando de um garfo longo ou espátula de metal. A cada 15 dias você poderá acrescentar mais lixo orgânico à mistura.

Cerca de 2 ou 3 meses, dependendo do tanto de lixo decomposto, o adubo estará pronto. #ficadica Uma dica para saber se já está pronto é observar se a cor é escura e o cheiro é de terra. Você pode esfrega-lo nas mãos, se não ficarem sujas, está pronto.

Além do reaproveitamento, uma dica importante é você cozinhar e se servir apenas com a quantidade necessária para seu consumo, o que evita que os restos do prato acabem indo para o lixo. Beijo da Vó!

Leave Comments

Please enter your name.
Please enter your email address.
Please enter a valid email address.
Please enter comment.